mudança

Uma semana de casa nova

E olha só, já se passou uma semana desde que me mudei para uma nova localização no Google Maps. A mudança foi conturbada. Fiquei meio enrolado com as coisas e, pra variar, nem tudo deu certo como eu queria que desse. Quando cheguei o apartamento não estava lá uma maravilha, então tive que adiar minha permanência no local. Me mudei na sexta feira passada, dia 7, e só fui poder ficar no apartamento mesmo no dia 8.

Cheguei cedo, fiz uma mega limpeza e tirei todo o lixo que havia sido deixado lá por conta de pequenas manutenções que estavam sendo feitas antes de entrar. O Local é incrível. Agradabilíssimo. Não teria do que reclamar.

Sábado é um dia corrido por lá e o barulho é um pouco maior. Domingo a mesma coisa, mas nem de perto se assemelha ao forró que existe embaixo da casa que eu morava antes, que é onde minha mãe ainda mora. Na verdade, nos finais de semana ela e meu pai virão para este apartamento, o que dará tranquilidade para eles e alguns outros anos de vida a mais. Isso é muito bom, no fim das contas. Tanto para eles quanto para mim.

No total foram 7 dias dentro desse novo apartamento. A parte mais chata ainda é ficar sozinho dentro de casa. Sem ânimo para fazer nada, sem ânimo para sair e sem ânimo para tomar atitude nenhuma. Felizmente o tenho conseguido sair do tédio, porque estou sempre procurando mudar algumas coisas e sair da rotina. Isso tem ajudado bastante.

O que posso dizer é que, nessa uma semana, muita coisa já aconteceu e muita coisa ainda está para acontecer.

Estou com vários projetos para dentro de casa, para dar uma melhorada no ambiente e deixar tudo mais bonitinho, mais a minha cara. O único problema maior é que ainda não tenho internet e ainda não vi possibilidade de tê-la por lá. Embora o novo ambiente seja lindo, é um lugar bem mais isolado, isso dificulta um pouco as coisas.

Anúncios

Diário de uma nova casa #1

Essa semana começou a correria para resolver sobre a mudança para minha nova casa. Estou saindo (de novo) da casa dos meus pais para ir morar em uma casa mais bem localizada, mais bem rodeada e muito mais calma e tranquila. Só durante a semana.

Essa semana foi uma correria só. Assina contrato, corre atrás dos pormenores, faz o depósito e aguarda…aguarda muito até o senhorio te ligar e mandar você ir lá buscar as chaves da casa. Nesse momento é o que eu estou fazendo. Estou aguardando.

Cada mensagem que chega no celular eu acho que é o início de um novo toque me chamando para ir buscar as chaves da minha humilde residência.

Tenho passado horas e mais horas em sites de decoração. Buscando as melhores formas de decorar e de deixar o apartamento com a minha cara.

Uma coisa eu tenho percebido. É muito importante fazer uma mudança planejada, com tudo separado anteriormente e com todos os seus pertences guardados com carinho.

Como tenho muita coisa, incluindo roupa, que não uso, estou separando as coisas que quero levar comigo e as coisas que serão doadas para alguém que precise ou para algum abrigo qualquer. Também estou pensando em separar umas camisas que gosto para fazer de almofada, como nesse post que vi no blog da Mulher Vitrola.

Uma coisa é certa: Minha nova casa vai ter a minha cara, só que vai ser menos bagunçada e mais bonita que a minha cara.

Por enquanto é isso. Estou no aguardo de pegar a chave. Hoje já faço a separação das coisas que vão comigo no carro, que vão cominho na caminhonete e o que vou levar amanhã, dentro da pickup que vou pegar emprestada para fazer a mudança.

Só posso afirmar uma coisa: Este fim de semana não dormirei ao som do forró. Dormirei ao som dos passarinhos (ou dos monstros que se escondem no mato).

(Ah, e vem mais posts sobre #MorarSozinho. Aguardem).

É tipo isso.

É tipo isso.