Seja mais você em 2014

Essa virada de ano foi crucial pra mim. Passei boas horas do meu novo ano pensando no que fazer para continuar sendo feliz. Não cheguei a nenhuma conclusão, mas tive muitas boas idéias para começar o que chamo de estrada para o sucesso.

Deveria errar de novo? Deveria continuar correndo atrás dos meus sonhos? Deveria desistir de tudo e começar a focar em coisas mais reais? Deveria deixar todo mundo se meter na minha vida e ouvir mais as pessoas que estão ao meu redor? E quando as pessoas que estão ao meu redor não parecem saber o que estão falando? E quando elas falam uma coisa mas vivem outra?

O que aprendi, no fim das contas, é que cada um sabe onde seu calo aperta. Cada um sabe de suas dificuldades e de suas limitações. Só você é capaz de saber até onde consegue ir. Até onde consegue aguentar. Se não for você o ditador das regras da sua própria vida, você acaba deixando que os outros vivam sua vida por você. Se já é errado viver a vida dos outros, imagine abrir mão da sua própria vida para que vivam por você?

O tempo de que vocês dispõem é limitado, e por isso não deveriam desperdiçá-lo vivendo a vida de outra pessoa.

Steve Jobs

Essa frase do Steve Jobs tem ecoado na minha cabeça durante todo esse começo do ano. Eu estaria deixando a minha vida de lado para viver a vida de outra pessoa? Eu estou abrindo mão daquilo que Deus me deu de mais precioso em troca de uma felicidade pasteurizada, só para ter alguns pequenos momentos de felicidade? Embora, no fundo no fundo, eu soubesse que aquilo era um teatro completo.

Virei o ano com estes pensamentos. Longe dos meus amigos, por problemas geográficos, acabei ficando meio isolado e pensando no que eu deveria realmente pensar: no meu futuro.

Chega de ficar chorando o leite derramado e ficar esperando pra saber o que os outros vão falar de suas decisões. Chega de ficar perguntando a opinião das pessoas sobre isso ou aquilo. O que tiver que ser feito e julgado, vai ser feito e julgado, independente dos conselhos que te derem.

Aos meus amigos: Não me entendam mal. Eu não quero me afastar de nenhum de vocês, só quero, e preciso, viver a minha própria vida. Vocês são parte fundamental na minha história e sempre vão ser, mas já está mais do que na hora de eu mesmo tomar as rédeas da minha vida, né? Não que antes tenha sido diferente. Nenhum amigo nunca me prejudicou por me dar opiniões, mas eu mesmo me prejudicava, por dar mais atenção para as opiniões do que para minha própria vontade.

Uma das coisas que aprendi no emprego que estou é que você tem que correr atrás. Ninguém correrá atrás por você. Vá atrás. Ligue para o cliente, seja chato, mostre o porque você deve ser atendido e faça-o acreditar que seu produto é o melhor. Isso não vale só para o trabalho. Isso vale para toda a vida.

Como já disse em um outro texto, uma amiga uma vez me disse: No futuro vamos dar um ano de vida para revivermos um dia de nossas vidas atuais.

98164466848335250_C4DOB4O4_c

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s