Minha querida miopia

Para quem viu no twitter, ontem pela manhã eu fui à ótica para resolver o problema de minha eterna cegueira.

Meus amigos já sabem, mas alguns leitores podem não saber: eu sou completamente cego, quando à distância. Se você passar a mais de 5 metros de mim eu já não consigo enxergar suas feições e posso não saber quem você é. Pior do que isso, eu posso falar com alguma pessoa aleatória achando que é alguém que eu conheça. E isso acontece com mais freqüência do que eu gostaria.

Agora que eu já aprendi eu só ando na direção da pessoa. Se eu perceber qualquer esforço em falar comigo, seja um sorriso ou uma virada mais brusca do corpo eu já falo, caso contrário eu disfarço e passo direto. Eu virei meio que um “Lie to Me” da miopia.

Eu dirijo. À noite é como se eu estivesse dirigindo com uma venda nos olhos. Se estiver chovendo, é melhor eu jogar logo o carro em cima de uma mureta qualquer, porque isso fatalmente irá acontecer.

Para corrigir isso, quando eu era casado, eu usava o óculos da minha esposa. Como na época eu não dirigia e só precisava dos olhos para jogar videogame ou ver filme, eu acabava me virando bem. Com ela tinha uns 3 óculos, não fazia falta se eu usasse um para ver televisão ou jogar.

Quando nos separamos eu deixei tudo para trás. Minha única exigência era poder levar um dos óculos comigo. Por algum motivo eu nunca quis fazer um óculos para mim. Pior que nem foi por falta de grana, foi mais por falta de vergonha na cara.

Agora, já mais adulto, na pista pra negócio solteiro, e saindo mais do que o comum, eu precisava urgentemente resolver isso.

Ontem acordei e fui até a ótica. Eu precisava resolver isso de uma vez por todas.

Fui até lá, escolhi uma armação que tivesse um preço e um visual aceitável e fui para a Clínica dos Olhos. Aí já viu, aquele esquemão de posto de saúde dos infernos, mesmo sendo uma clinica particular.

Primeiro que cheguei e estava cheio pra cacete. Me dirigi até o balcão e deixei os papéis lá, na esperança de ser chamado logo.

Engraçado como em todo lugar desse tipo tem os mesmos personagens: o senhor de idade que fica cantando as “novinhas” (e dependendo da idade do senhor, qualquer uma pode ser novinha), a senhora que decide levar a família para passear em uma clinica dos olhos e vai com a mãe, as duas filhas, o pai e mais uns três primos. Apenas uma das crianças ia fazer o exame.

Como se não bastasse, a mãe da senhora reclamava o tempo inteiro da demora da fila. Sabe aquela gente que fica virando pro lado atirando flechas de “small talk” na espera de alguém responder e ela engajar uma conversa mais longa? Então, só nessa brincadeira eu descobri que ela era merendeira, que adorava cozinhar para as crianças, que o governo desvia dinheiro da escola, que tem colégio que não se preocupa com a qualidade da comida e que ela se aposentou por invalidez, mas que o marido dela ainda está na “ativa” (seguida de uma piscadela e uma gargalhada alta provando que não era só de emprego que ela estava falando).

Além desses tem o jovem que vai com a mãe porque tem medo de falar com as pessoas. Eu tenho paciência com esses porque eu era assim, a diferença é que não era minha mãe que ia comigo, era um amigo ou algum parente, mas ainda assim tinha muito medo de falar com as pessoas e elas serem grossas comigo. Depois que aprendi a falar palavrão e dar destinos de viagem para onde elas não queriam ir, isso acabou.

Contei uma vez que fui em uma loja grande que vende móveis e perguntei para o vendedor se tinha “a cama X, igual a que está no site da loja”? Acho que não. Rapidamente para não fugir do assunto, o vendedor nem olhou na minha cara e disse “amigo, o site é o site a loja é a loja!”. Eu respondi: “Mas vocês vendem camas nessa merda aqui ou só ficam de sacanagem? Porque pode ser qualquer outra, só quero comprar uma cama”. Rapidinho a situação mudou e eu fui bem atendido. Não por ele, lógico, porque eu não vou dar comissão pra vendedor mal educado.

Voltando à ótica.

Demorou um bocado e fui chamado para o exame. Por meu grau ser alto, eu precisei pingar um colírio feito de pimenta, sal e ácido úrico, porque a parada ardia que tudo nessa vida.

Além disso ela me advertiu: Senhor Marcus (meu primeiro nome), você vai ficar com a vista embaçada por umas 3 horas.

Fichinha, né? Para quem enxerga embaçado a vida inteira, o que são 3 horinhas. Se ela não tivesse me chamado de Marcus (que eu odeio), teria ficado tudo bem entre nós.

Depois que fiz a medição dos olhos e umas paradas aleatórias que não sei para que serve entrei para a sala do tal doutor. Por incrível que pareça ela foi muito educado. Difícil ver médico ou qualquer outro profissional da saúde ser educado, mesmo em hospital particular.

Papo vai papo vem e ele me disse que tenho os olhos de uma senhor de 70 anos sem óculos. Se eu fosse mulher eu acharia que era uma cantada, mas pelo pesar na voz dele me pareceu mais que ele ia anunciar meu velório do que isso. Por final ele ainda disse “Sei bem como é, porque também tenho miopia”.

No fim das contas saí de lá com um pedido para buscar o óculos no dia 17. Também foi bacana em saber que tenho 1,5 em uma vista e 1,75 na outra. Mais míope que isso só o Mr. Magoo.

Imagem: Pinterest

Meu futuro próximo!

Pior foi voltar até onde tinha deixado o carro para encontrar minha irmã e ela voltar dirigindo, porque depois que saí da sala e dei de cara com o sol eu entendi o que ela quis dizer com “vai ficar com a vista embaçada por umas 3 horas”. Enquanto andava pela rua eu fiquei com bastante medo de conhecer alguma garota que podia ser a mulher da minha vida e não conseguir saber se ela era bonita, feia, tinha olho ou se era mesmo uma mulher. Tem certas coisas que é melhor saber logo no começo de um relacionamento. Ninguém quer namorar com uma mulher que um dia se chamou Carlos.

Anúncios

4 comentários

  1. Hahaha sei beem como é isso! E eu tb ganhei de vc: 1,75 em cada vista. E isso há alguns anos atrás rs. E sua última frase foi homofóbica segundo o resto do mundo, só pra constar hahaha. To brincando 😉
    Que bom que vc continua escrevendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s