Minha tia é uma piada

Todo mundo tem aquele tiozão que é mais engraçado, na família, né? Aquele que gosta de brincar com todo mundo, que gosta de botar apelido em todo mundo e que, no fim das contas ninguém aguenta mais por sempre estar repetindo as mesmas piadas. Esse tiozão é sempre o centro de qualquer conversa que a família tem, por sempre estar se metendo em alguma merda.

Na minha família existe muitas pessoas assim. Todo mundo tem uma história ou outra pra contar que já nos fez rir horrores. A minha tia Maria é um exemplo disso.

Sabe quando você encontra um antigo conhecido e o convida para ir até sua casa “no próximo fim de semana”? Então, normalmente você o faz por educação e mesmo que esteja com um pouco de saudade, acho que passar o domingo inteiro na companhia da pessoa não é exatamente o que você, mas mesmo assim você acaba se surpreendendo algumas vezes.

Minha Tia Maria encontrou uma antiga conhecida na rua, possivelmente uma amiga da juventude. Para se mostrar educada ela achou que seria uma boa convidar a dita cuja para ir até sua casa no próximo fim de semana, um almoço em família, sabe?

Fato é que esta mulher achou mesmo que fosse um convite honesto, e foi até lá. O maior problema de todos foi que ela não foi sozinha, ela levou o marido, os filhos, o irmão, a cunhada, a tia, a mãe e toda pessoa que ela conseguiu encontrar ao alcance de seus braços. No mínimo todos moravam em uma mesma vila, ou casa, e ela decidiu que seria bacana levar dezenas de pessoas pra casa de uma antiga amiga. Que mal poderia haver, né? Pergunte à minha tia.

Assim que minha tia ouviu chamarem no portão ela foi sem saber o que lhe aguardava. Lembrava de ter convidado fulana mas não imaginou, nunca, que ela iria mesmo até lá para almoçar. Quando abriu o portão, bateu aquele desespero. Quantas pessoas tinham ali? Quantas daquelas pessoas ela conhecia realmente? Minha tia ficou sem saber o que dizer e, é claro, escolheu a saída mais fácil. Olhou bem para a visitante e disse “Eu te convidei pra almoçar? Eu não sei nem quem é a senhora”.

Mesmo depois das tentativas de explicar para minha tia quem era a visitante, ela se mantinha irredutível, “não conheço a senhora” dizia ela. Por fim, a visita juntou toda sua família e retornou para casa, de onde nunca deveria ter saído.

Sempre que encontro alguém na rua e penso em chamar pra me fazer uma visita eu lembro dessa história e penso duas vezes antes de fazê-lo. Vai que ela resolve mesmo aparecer por lá com toda sua família? Você deveria fazer o mesmo.

Oi amiga, trouxe uns parentes pra almoçar

Anúncios

4 comentários

  1. Graças ao bom Deus isso nunca aconteceu lá em casa. Só uma vez que alguns primos de sampa resolveram cair de paraquedas em um domingo qualquer e não iam embora nunca! Mas se eu fosse tua tia, teria falado que não cabia aquilo tudo em casa não… rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s