Qual foi a primeira música de 2012?

Então, tudo bem? Eu daria feliz ano novo, mas tenho quase certeza que já escrevi aqui este ano. Na verdade, tenho certeza absoluta, mas o sono está me consumindo fortemente neste momento, portanto, relevem se tiver algum erro de português. Eu sou apressado demais para esperar um dia de sobriedade em que eu possa revistar este post antes de postar.

Já há alguns anos eu desenvolvi uma prática bacana para a virada de ano. Na verdade, não é bem para a virada, é para o “primeiro momento do ano” que acabou de entrar.

Tem gente que se veste de branco, tem gente que salta ondas, tem gente que assiste ao show do David Guetta e tem gente que faz questão de se vestir de preto e se reunir com os amigos e dizer “não gosto de ano novo, por isso estou de preto”. Só mesmo um pai muito do burro para não perceber que este garoto está querendo chamar a atenção.

Para mim as cores nunca foram problemas. Nunca me preocupei em me vestir de uma cor específica. Principalmente se isso quisesse dizer que eu acreditava em alguma coisa, como “atrair dinheiro me vestindo de amarelo”. Sendo assim, para fugir dessas palhaçadas, eu resolvi criar o meu próprio costume de virada de ano e tem dado um pouco certo já há algum tempo. Não me pergunte quanto, foi só modo de dizer.

Este ano eu passei na casa de um amigo meu. Fomos eu, minha namorada (é isso aí), Sérgio e a noiva dele. A mãe da noiva dele também estava lá. Não interessa o nome de ninguém porque não estou escrevendo isso para te fazer ser amigo dele, estou escrevendo para falar de meu costume.

Toda virada de ano eu penso em qual objetivo quero atingir naquele ano. Não pode ser um objetivo simples, uma coisa babaca. Tem que ser uma coisa que eu realmente vá me empenhar para conseguir e neste ano eu decidi ficar rico.

Antes que você ria da minha cara, quero deixar claro que para meu padrão de “rico” eu preciso estar ganhando 5k por mês, independente da forma como esse dinheiro virá. Lógico que ilegalidade não está em pauta. Já comecei o ano me empenhando ao máximo para isso, pegando serviços “por fora” e correndo atrás de finalizar meus projetos paralelos que me renderiam alguma grana. Obviamente estou muito longe de conseguir meu objetivo, mas pelo menos estou muito empenhado nisso.

Pois bem. A prática que criei e continuo utilizando é a seguinte. Escolho o objetivo que quero alcançar naquele ano e procuro uma música que represente exatamente aquele objetivo, ou a forma de como alcançá-lo. Tendo a música em mente, eu decido que esta será a primeira música que ouvirei e cantarei naquele ano.

Nem é tão difícil assim, mas quando você está longe de casa e não tem a tal música ao seu alcance, fica complicado sair na noite de Ano Novo, desviando-se de onde quer que venha um barulho para você não ouvir ou cantar uma música que você não quer, para não arruinar os planos de ano novo.

Imagina você querer ficar rico e ouvir “Ai se eu te pego”. Tu vai se ferrar pro resto do ano.

Quero saber a opinião de todo mundo, menos da Luiza, que está no Canadá, qual é a primeira música que vocês ouviram este ano?

Esta foi a minha:

Anúncios

2 comentários

  1. A minha foi a mesma. Começamos essa parada no ano novo que passamos na casa da Gisele, aquele em que seu Jeová tav tentando embebedar o Diogo. Lembro de uma vez que vcs chegaram tarde na casa da minha avó e eu acabei ouvindo primeiro uma música da Claudia Leite. Foi o pior ano da minha vida…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s