Rosa Parks 2.o

1º de dezembro de 1955.

Em um dia de sol na pequena cidade de Montgomery, no Alabama, um ônibus encosta em um ponto e permite a entrada de uma costureira negra. A costureira senta-se em um banco e permanece ali até a entrada de um homem branco.

Por lei, a costureira é obrigada a ceder o lugar. A lei do Alabama obrigava os negros a cederem o lugar para os brancos, caso não houvessem assentos disponíveis.

Rosa Parks cedeu o lugar e de cabeça baixa foi para um canto do ônibus. Embora envergonhada com a situação, estava orgulhosa de si mesma e aguardava ansiosa para chegar em casa e contar aos amigos o grande feito do ônibus. As pessoas no ônibus não sabiam mas o avatar do Facebook dela e de todos os amigos dela era uma foto de um negro, em forma de protesto contra a discriminação racial.

E assim, com um protesto tipicamente “2.0”, Rosa Parks submete-se à leis absurdas e a história inteira do mundo é alterada. Mas não tem problema, o avatar do Facebook permanecia intacto.

"riariariaria, vou contá pa gerau o q acontesseu no busão hoje"

Eu realmente acho uma imbecilidade algumas pessoas acharem que isso é realmente uma forma de protesto. Eu não ligo pela brincadeira, eu não ligo pela homenagem ao dia das crianças, eu não ligo nem se você for fã do Rafinha Bastos e achar que isso, de alguma forma, vá ajudá-lo a sair da merda em que ele se meteu.

Mas protesto? Vocês acham mesmo que uma troca de avatar substituiria uma “queima de sutiãs”? Vocês acham mesmo que uma troca de avatares derrubaria a ditadura de Mubarak?

O jovem de hoje em dia tem um sério problema: a falta do que protestar. Mas não me entendam mal, não estou dizendo que não haja contra o que protestar no Brasil, estou dizendo que as campanhas existentes não atraem os jovens, afinal, quem aqui está preocupado com o desemprego ou com a divisão de verba da exploração do pré-sal? E quando atraem, os jovens não querem sair do sofá para protestar. Nego quer mesmo é saber quanto o governo vai tirar de impostos dos jogos de videogame.

Novamente, eu adoro videogames e entraria em uma luta contra os impostos fácil, fácil (se eu concordasse com ela, claro), a questão é que mesmo contra algo do interesse real dos jovens, o máximo de protesto que você consegue é uma assinatura virtual (porque nem para assinar um papel o cara sai de casa) ou uma troca de avatar.

Não pense que estou menosprezando seu protesto, estou menosprezando a sua incapacidade de pensar racionalmente e deduzir que o que você está fazendo não tem aplicação nenhuma no mundo real e que seu parco esforço está sendo em vão. Mas quer saber? Eu duvido mesmo que seu interesse seja o de saber o que está fazendo.

Nessa internet 2.0 de hoje, onde vocês se escondem atrás do teclado se aproveitando do anonimato para expôr sua necessidade imoral de atenção e covardia, é fácil entender porque estamos onde estamos. Em um mundo onde todo mundo só fala em estudar e passar no vestibular, seria um pouco mais sensato imaginar que vocês não estão indo só atrás de um diploma, mas sim de instrução e o mínimo de raciocínio lógico. Mas a quem eu quero enganar, não? Em uma sociedade que idolatra as deficiências e ignora as qualidades, vocês não poderiam ser melhores.

Parabéns pelos protestos e força nas futuras revoluções. O último que sair, por favor, apaga a luz.

Anúncios

4 comentários

  1. Esse pessoal que paga de cult, moderno e defensor dos pobres oprimidos com coisas desse tipo: “Troque a sua foto do seu perfil por um desenho animado ou personagem de gibi que marcou sua infância até dia 12/10 (Dia das Crianças).
    Uma forma de manifesto contra a violência infantil!
    Não custa nada e é uma bonita iniciativa.
    Pelas crianças, sempre.”
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    Só rindo mesmo e sendo muito idiota para achar que mudando uma imagem de avatar estaria protestando algo, queria ver esse povo todo “protestar” e ser tão eficiente para ir na rua brigar por algo. (Nesse ponto admiro os argentinos, lembra do panelaço?)
    Não sei se você viu mais eu tinha colocado no meu mural a seguinte frase “Em vez de mudar de foto no seu avatar denuncie esse link”. Era um link de um blog de algum doente molestando sexualmente crianças indefesas. E foi desse modo que aumentei minha coleção de “inimigos”.

    P.S. Acabei de percerber que isso sumiu do meu mural! O facebook apagou?!

  2. nada mais resta pra falar desse tipo de manifestação 2.0 mas percebi que vc faz parte do mesmo grupo de pessoas que eu – as que protestaRIAM. Não esse tipo de protesto citado ou algo do tipo micareta, que é o q mais se vê ultimamente, estou falando de lutar por direitos, ideais, igualdades etc. Afinal de contas, sabemos que é isso o que falta nos jovens de hoje, e o povo só sabe reclamar e não se mobiliza. Um dia desses vamos mostra pra eles como se faz, um dia desses…

    1. Eu só espero pelo que lutar. Não digo a “luta” que quero lutar, digo o povo pelo qual quero tomar tiro, tapa na cara e tudo mais. Nas atuais circunstâncias, não vale a pena lutar pelo direito deles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s